Buscar
  • minasbioconsultoria

Micorrizas: O Que São E Qual A Sua Importância Ecológica E Econômica

As micorrizas são caracterizadas por serem associações mutualísticas entre fungos e raízes de plantas. Uma associação mutualística é caracterizada por uma relação ecológica entre indivíduos diferentes em que ambos recebem benefícios na interação. As micorrizas são elementos essenciais para a ciclagem de nutrientes e para a manutenção da qualidade do solo.


Fonte: Pixabay.

Há uma estimativa que, na natureza, cerca de 80% das plantas vasculares possuem essa relação mutualística com os fungos. Para a planta, essa relação garante proteção contra fungos patogênicos e beneficia a absorção de água e nutrientes essenciais, como o fósforo, zinco, manganês e cobre. Já os fungos recebem carboidrato e vitaminas essenciais para o seu desenvolvimento.


As hifas dos fungos conseguem se dividir de forma mais rápida, buscando água e nutrientes mais distantes para as plantas. Raízes associadas a esses fungos transportam fosfato em uma taxa quatro vezes maior do que plantas que não possuem essa associação mutualística.


As micorrizas são divididas em ectomicorrizas e endomicorrizas. No primeiro caso, as hifas do fungo envolvem a raiz e penetram apenas em sua camada externa, não atingindo o interior da célula. Já no segundo, as hifas do fungo penetram as células corticais da raiz da planta, o que forma arbúsculos e vesículas.


Fonte: Wordpress.

Os fungos micorrízicos possuem grande importância ecológica e econômica, o que torna de extrema importância seu estudo e distinção entres as espécies, podendo, assim, utilizar seu potencial. Apesar de ainda não existirem tantos estudos sobre seus benefícios, as micorrizas são fungos com enormes possibilidades para a exploração comercial, com objetivo de aumentar a produção de madeira, fibras e alimentos, e ainda reduzir os custos financeiros e o impacto no meio ambiente.


Estudos realizados em áreas de degradação têm destacado a importância e o potencial das micorrizas como auxiliadores na recuperação de áreas impactadas. O manejo das micorrizas nessas áreas visa à melhoria da nutrição e produtividade, tendo um gasto menor com insumos, com uma maior viabilidade e sustentabilidade em solos tropicais.


Na agricultura ainda são realizados estudos para a viabilização das micorrizas a partir da inoculação, uma vez que essa metodologia gera benefícios socioeconômicos e ambientais, já que diminui o uso de fertilizantes solúveis e, consequentemente, reduz os custos da produção



Fonte: Escola Educação.

Gostou do texto? Conta pra gente aqui nos comentários, compartilhe e continue acompanhando o blog! Acompanhe também nosso Instagram (@minasbio).




REFERÊNCIAS



Berude et al., Micorrizas e sua Importância Agroecológica. Enciclopédia Biosfera. 2015. Disponível em <https://www.conhecer.org.br/enciclop/2015E/Micorrizas.pdf>. Acesso em: 22 de set. 2022.


Ribeiro, Paulo Lacerda. Como as micorrizas auxiliam na nutrição de plantas cultivadas. Instituto Agro. 2019. Disponível em <https://institutoagro.com.br/micorrizas/>. Acesso em: 22 de set. 2022.


 

Sobre a autora: Amanda Ceribelli Piotto graduanda em Ciências Biológicas / Bacharelado e Licenciatura - UFU, Apaixonada por microbiologia e pela natureza


Contato: amandaceribelli.minasbio@gmail.com

 

37 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo