Buscar
  • minasbioconsultoria

Eutrofização: como ocorre e quais são os impactos ambientais gerados

A eutrofização é um fenômeno que ocorre como consequência do aumento da quantidade de nutrientes no ambiente aquático. Os principais causadores desse processo são os nitratos e fosfatos, os quais são abundantes nos agrotóxicos e esgoto domiciliar e industrial. Tais compostos chegam aos corpos d’água pelo escoamento superficial e por meio do lançamento do esgoto no ambiente sem qualquer forma de tratamento.


Fonte: G1

  • Nutrientes em excesso

Os cursos d’ água precisam de nutrientes para a manutenção dos seres vivos, todavia, quando há excesso desses compostos, tem também um excedente quanto à proliferação de micro-organismos, os quais geram um desbalanceamento de todo o ecossistema e desequilíbrios bioquímicos no ambiente aquático.


  • Proliferação do fitoplâncton leva ao bloqueio da passagem de luz

Naturalmente, a taxa proliferativa do fitoplâncton, com luminosidade e nutriente, é consideravelmente acelerada. Entretanto, com o aumento do índice nutricional no ambiente aquático, as algas passam a se reproduzir exponencialmente, de modo que ficam na parte superior da coluna d’ água, onde há maior incidência solar. Por conseguinte, cria-se uma cortina de fitoplâncton, que atua como uma barreira para a entrada de luz. Assim sendo, as algas inseridas abaixo de tal cortina, morrem por não conseguirem realizar a fotossíntese.


  • Proliferação das bactérias decompositoras aeróbicas e redução do oxigênio dissolvido

A etapa seguinte é a proliferação das bactérias decompositoras aeróbicas, devido à concentração elevada de matéria orgânica. Essa grande quantidade de micro-organismos aumenta a demanda bioquímica de oxigênio (DBO), um parâmetro crucial para o controle de poluição dos recursos hídricos, pois quanto maior a DBO, mais poluída por matéria orgânica a água está.


À medida que o oxigênio é gasto, o qual já está muito reduzido, ocasiona a perda desse composto dissolvido no ambiente, sendo que, sem a presença de tal, acarreta a mortandade dos seres vivos.


  • Anoxia e proliferação de bactérias anaeróbicas

Pela falta do oxigênio, as bactérias responsáveis por fazerem a reciclagem da matéria orgânica, diferentemente da fase anterior, são as anaeróbicas. Logo, há a geração de acidez e gases tóxicos, como o gás metano e sulfídrico. Com o oxigênio ausente, é considerado que o meio está em estado de anoxia, sendo caracterizado como um ambiente morto.


Além da diminuição considerável do número e biodiversidade de organismos, a eutrofização também acarreta a alteração na cor e odor da água, produção de odores desagradáveis e substâncias tóxicas por intermédio de algumas algas, além da incapacidade do uso da água para fins de consumo, recreação, paisagismo e hidrelétrico.


Fonte: Facebook

Contem para nós se gostaram desse tema! Ah, e claro, continuem acompanhando nossos textos!


REFERÊNCIAS


<https://brasilescola.uol.com.br/biologia/eutrofizacao.htm>. Acesso em: 13 de março de 2022.


<https://www.ecycle.com.br/eutrofizacao/>. Acesso em: 13 de março de 2022.


<https://www.biologianet.com/ecologia/eutrofizacao.htm#:~:text=Eutrofiza%C3%A7%C3%A3o%20%C3%A9%20aumento%20da%20concentra%C3%A7%C3%A3o,altera%C3%A7%C3%B5es%20em%20todo%20esse%20ecossistema>. Acesso em: 13 de março de 2022.


<https://www.fusati.com.br/o-que-e-demanda-bioquimica-de-oxigenio-dbo/>. Acesso em: 13 de março de 2022.


 

Larissa Carla de Almeida Freitas- graduanda em Ciências Biológicas/Licenciatura- UFU. Gosta de ensinar, é apaixonada pela natureza e por hábitos sustentáveis.


Contato: larissacarla.minasbio@gmail.com


 







85 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo