Buscar
  • minasbioconsultoria

Alimentos Transgênicos

  • O que são?


Os Alimentos Transgênicos são aqueles que passaram por modificações genéticas para adquirirem características de interesse advindas de outras espécies, ou seja, consiste em uma técnica de melhoramento genético. Existe um grande debate de caráter ético, político, social e econômico sobre o consumo dos alimentos transgênicos, apesar disso, seu desenvolvimento e cultivo é cada vez maior.


Fonte: Dia Rural.

A própria evolução seleciona características dos seres vivos, no qual, organismos que possuem determinadas características que os oferecem vantagens se reproduzem e as passam para seus descendentes. Por outro lado, características que não são interessantes são eliminadas.


Entretanto, esse processo demora milhares de anos para ocorrer e, por essa razão, o ser humano, a partir de novos conhecimentos e técnicas passou a interferir nesse processo, selecionando genes que proporcionam características desejáveis de determinado organismo que são introduzidos e integrados ao genoma de outro organismo alvo.


Fonte: CropLife Brasil.

  • Quais as vantagens da manipulação genética de alimentos?


Através desse processo, os alimentos transgênicos provenientes de espécies vegetais podem ter muitas vantagens, como: maior tolerância a determinados tipos de solo, salinidade e seca, maior produtividade, menor tempo de crescimento, maior tolerância a pragas como vírus, fungos, bactérias e insetos, maiores valores nutricionais, além de proporcionarem menores custos para o produtor.


Um exemplo interessante e muito atual é o desenvolvimento do Arroz Dourado, uma variedade de arroz transgênico que possui altos índices de betacaroteno, precursor da vitamina A. Devido o pequeno acesso da população a alimentos ricos nessa vitamina em países subdesenvolvidos, a falta de vitamina A se torna um grande problema de saúde pública. Com isso, o arroz transgênico será capaz de suprir essa carência nutricional.


Fonte: Planeta Arroz,

  • E o outro lado da moeda?


Diante dessas inúmeras vantagens, é até difícil de se convencer de pessoas que são contrárias ao desenvolvimento de alimentos transgênicos, porém, essas argumentam que os efeitos a longo prazo do consumo de transgênicos ainda são desconhecidos pela ciência.


A OMS (Organização Mundial da Saúde) os reconhece como seguros para consumo, mas apontam a necessidade de pesquisas constantes, pois muitos cientistas acreditam que haja uma relação entre o consumo de transgênicos a alergias, resistência à antibióticos e cânceres.


Além do mais, há também o debate sobre os transgênicos serem potencialmente prejudiciais ao meio ambiente, devido a produção de “super pragas”, poluição do solo, água e perda da biodiversidade. Devido à essas preocupações, em certos países é proibida a produção e comercialização de alimentos transgênicos.


Fonte: Portal e-food.

  • Afinal, eu posso ou não consumir os alimentos transgênicos?


A resposta a essa pergunta é que provavelmente você consuma sem saber. O Brasil é o segundo país com maior cultivo de plantas transgênicas, ficando atrás apenas dos EUA. A maior parte do milho e soja produzidos no mundo são transgênicos e dão origem à diversos alimentos processados.


É importante salientar que a produção e desenvolvimento de um organismo transgênico é um processo que passa por diversas pesquisas e testes laboratoriais durante muitos anos e envolve um trabalho interdisciplinar de diversos cientistas, atendendo os requisitos de biossegurança. No Brasil, o órgão responsável é a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio).


As leis que regem a biossegurança no Brasil são uma das mais rígidas do mundo, ou seja, é um processo muito criterioso. Apesar disso, as pesquisas sobre possíveis malefícios são inconclusivas. Portanto, as indústrias alimentícias são obrigadas por lei a identificarem as embalagens contendo qualquer porcentagem de transgênicos com um símbolo, um triângulo amarelo com um “T” no centro.


Com isso, é interessante observar sempre o rótulo dos alimentos para conferir se são de fato transgênicos. Sabendo que grande parte de alimentos industrializados são provenientes de plantas que passaram por modificações genéticas, cabe a nós, consumidores, optar por consumi-los ou não.


Fonte: Americanas.


Fonte: FUNVERDE.


Gostou do texto? Conta pra gente aqui nos comentários, compartilhe e continue acompanhando o blog! Acompanhem também nosso Instagram (@minasbio)!



REFERÊNCIAS:


Arroz dourado está perto de chegar ao consumidor após 20 anos. CropLife Brasil. 2020. Disponível em: <https://croplifebrasil.org/noticias/arroz-dourado-esta-perto-de-chegar-ao-consumidor-apos-20-anos/>. Acesso em 09/04/2022


AZEVEDO, Gilson. O que são transgênicos: características e benefícios. Varsomic. 2021. Disponível em: <https://blog.varsomics.com/o-que-sao-transgenicos/?utm_term=&utm_campaign=Leads-Performance+Max-1&utm_source=adwords&utm_medium=ppc&hsa_acc=8786973005&hsa_cam=16701889197&hsa_grp=&hsa_ad=&hsa_src=x&hsa_tgt=&hsa_kw=&hsa_mt=&hsa_net=adwords&hsa_ver=3&gclid=CjwKCAjw9LSSBhBsEiwAKtf0n_QWzHCgPql7isjeDng8UmvPSDeN3ej2CjWL9pjY-PmZSBIhygB5ABoCpUMQAvD_BwE>. Acesso em 09/04/2022


MAGALHÃES, Lana. Alimentos transgênicos. Toda Matéria. Disponível em: <https://www.todamateria.com.br/alimentos-transgenicos/>. Acesso em 09/04/2022


Nutricionistas não devem recomendar alimentos transgênicos. Conselho Federal de Nutricionistas. Disponível em: <https://www.cfn.org.br/index.php/noticias/nutricionistas-nao-devem-recomendar-alimentos-transgenicos/>. Acesso em: 10/04/2022


Transgenia: quebrando barreiras em prol da agropecuária brasileira. EMBRAPA. Disponível em: <https://www.embrapa.br/tema-transgenicos/sobre-o-tema>. Acesso em 10/04/2022.


Transgênicos, conheça os produtos que revolucionaram a agricultura no mundo. CropLife Brasil. Disponível em: <https://croplifebrasil.org/conceitos/transgenicos-conheca-os-produtos-que-revolucionaram-a-agricultura-no-mundo/>. Acesso em: 09/04/2022



 

Sobre a autora: Suzanne Stefanny Vieira Lopes - Graduanda em Ciências Biológicas/Licenciatura na UFU, ama arte e a natureza em todas as formas de vida, com exceção de dípteros.


Contato: suzanne.minasbio@gmail.com.


 

51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo