top of page
Buscar
  • Foto do escritorminasbioconsultoria

A Versatilidade dos Fungos na Alimentação


Agrupados em seu próprio reino, os fungos são organismos heterótrofos, ou seja, que não produzem o próprio alimento, diferentemente das plantas, que realizam a fotossíntese. São seres eucarióticos, podendo ser unicelulares, como as leveduras, ou multicelulares, como os cogumelos. É no processo de produção do próprio alimento que os fungos realizam uma das suas mais importantes funções: a decomposição de matéria orgânica, e, por essa característica, são chamados de espécies sapróbias.



Fonte: Jardim Botânico Jundiaí

Existem diversas propostas de classificação dos fungos, mas a mais tradicional é a que os classifica em 4 filos, que são: Basidiomycota, Zygomycota, Ascomycota e Chytridiomycota. Dada essa grande diversidade de fungos existente, algumas espécies são consideradas patógenos para os seres humanos, outras, entretanto, conseguem estabelecer relações simbióticas (benéficas para ambos organismos que participam) com os seres humanos. Dessa forma, esses organismos estão presentes em vários setores da indústria, inclusive na alimentação humana.


Na alimentação, os fungos têm um papel fundamental. Alguns tipos são comestíveis e são muito nutritivos, apresentando quantidade baixa de calorias e gorduras e altas quantidades de antioxidantes, vitaminas do complexo B e potássio. Assim, são comumente ingeridos como complemento em refeições ou ainda como pratos principais como, por exemplo, o champignon, shiitake e o shimeji.


Entretanto, para além disso, os fungos são muito utilizados na produção de pães, bolos, pizzas, queijos e embutidos em geral, pois as leveduras (fungos unicelulares) são o fermento das receitas, responsáveis por fazer as massas crescerem e ficarem aeradas. Isso ocorre através do processo da fermentação alcoólica, que transforma açúcares em etanol e gás carbônico. As leveduras são classificadas no filo Ascomycota e seu nome vem desse uso como fermento, já que a origem da palavra “levedura” é o termo em latim levare, que significa crescer ou fazer crescer.



Fonte: Agência USP de Inovação


Os fungos são organismos tão versáteis que fungos diferentes geram alimentos diferentes com aspectos diferentes, como, por exemplo, os queijos Roquefort (produzido pelo fungo Penicillium roqueforti) e Camembert (Penicilium camemberti). Além disso, o uso dos fungos não se restringe a alimentos, já que as leveduras também são usadas na produção de cervejas, vinhos e outras bebidas alcoólicas, através do mesmo processo de fermentação alcoólica.



Fonte: FuturoPróximo

Dessa forma, a versatilidade dos fungos na culinária é notável, proporcionando uma gama de aromas, texturas e sabores que enriquecem a experiência gastronômica. Sua presença nas cozinhas ao redor do mundo destaca não apenas seu valor nutritivo, mas também seu papel essencial na criação de alimentos e bebidas deliciosos e distintos.




REFERÊNCIAS


Fungos. Disponível em: <https://www.biologianet.com/biodiversidade/fungos.htm>. Acesso em 06/12/2023. 


Levedura. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Levedura>. Acesso em 10/12/2023. 


STEIL, Ana Paula. FUNGOS: Os alimentos do futuro, 2021. Disponível em: <https://conaq.com.br/fungos-os-alimentos-do-futuro/>. Acesso em 05/12/2023.






 

Sobre a autora: Bárbara Nóbrega





480 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page