top of page
Buscar
  • Foto do escritorminasbioconsultoria

Onde o Agro e a Biologia se encontram: Agroflorestas


A busca por desenvolvimento sustentável e práticas de preservação ambiental está se expandindo em larga escala e ganhando destaque no meio agrícola. Pensando em uma forma de diminuir impactos causados na flora e fauna, as Agroflorestas ou Sistema Agroflorestal (SAF), emergem como uma alternativa eficiente e que não agride o meio ambiente. Estas, têm como principal objetivo mimetizar uma floresta natural, associando produtividade e preservação.


  • Mas o que são as agroflorestas?

As agroflorestas são conhecidas por modelos agrícolas que unem a produção de alimentos e a conservação de florestas, utilizando a dinâmica de sucessão de espécies da flora nativa, conseguindo beneficiar desde a Ecologia à Economia. Elas englobam arbustos, culturas anuais e árvores, permitindo então que o produtor consiga plantar e cultivar produtos agrícolas em uma mesma área.


Para que um sistema agroflorestal seja de fato efetivo, é necessário que algumas questões sejam levadas em consideração, como: solo, clima, composição de espécies, mercados, custos e legislação. E para que as espécies do plantio consigam se desenvolver bem, é necessário um estudo sobre combinações que trabalhem juntas e consigam favorecer uma a outra, como o cacau e as araucárias.


Fonte: Josi Basso

Dessa forma, é imprescindível ressaltar os principais benefícios ambientais que as agroflorestas trazem, e são eles: habitats mais ricos e variados em vegetação arbórea; o plantio de mais árvores acarretam o que chamamos de sequestro de carbono, atuando no equilíbrio da emissão de carbono que a agricultura feita de modo convencional faz; e manutenção da fertilidade do solo, nutrindo e evitando a erosão e compactação do mesmo.


Nessa mesma lógica, é de suma importância apresentar os benefícios para produtores agrícolas, sendo eles: renda a longo prazo, não dependendo de safras para garantir sua fonte de sustento; aumento na produtividade do plantio de forma natural; redução do uso de agrotóxicos; e equilíbrio natural da floresta através da simbiose (vantagens mútuas).



Foto: MBPS

Mas, apesar de possuir benefícios vantajosos para diferentes ecossistemas, as agroflorestas ainda não são praticadas em todo o mundo, e há grande resistência por parte de produtores quanto a seus resultados. É necessário, portanto, mais investimento, pesquisas e estudos quanto a sua efetividade. Medidas de conscientização e divulgação são de extrema importância, principalmente entre pequenos e grandes agricultores.




REFERÊNCIAS:



MARTINS, TATIANA PEREIRAS (2013). Sistemas Agroflorestais como Alternativa para Recomposição e uso Sustentável das Reservas Lagais. SÃO PAULO: UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

Carvalho, R., Goedert, W. J., & Armando, M. S.. (2004). Atributos físicos da qualidade de um solo sob sistema agroflorestal. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 39(11), 1153–1155. https://doi.org/10.1590/S0100-204X2004001100015.


Peneireiro, Fabiana Mongeli. "Sistemas agroflorestais dirigidos pela sucessão natural: um estudo de caso." Universidade de São Paulo: Sao Paulo, Brazil (1999).


NANNINI, Guilherme. Agroflorestas são solução climática natural, mas ainda são subaproveitadas. Planeta Campo. 26 out. 2023. Disponível em: https://planetacampo.com.br/agrofloresta-solucao-climatica-subaproveitadas/. Acesso em: 24 nov. 2023.





 


Sobre a autora: Beatriz Cardoso David, graduanda em Ciências Biológicas / Licenciatura - UFU. É apaixonada pela agroecologia, natureza e música.



Contato: beatriz.minasbio@gmail.com

68 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page