top of page
Buscar
  • Foto do escritorminasbioconsultoria

O Vermelho Abissal

Nas profundezas, onde a luz do sol mal penetra e a pressão é esmagadora, a vida é diferente do que estamos acostumados. Entre os habitantes dessas profundezas inexploradas, os animais abissais se destacam não apenas por sua estranha beleza, mas também por sua coloração distintiva, frequentemente vermelha ou avermelhada. Mas por que esses seres assumem essa tonalidade marcante?


Fonte: recreio uol

A explicação para a coloração vermelha dos animais abissais está associada ao próprio local que elas vivem. A escuridão total das profundezas do oceano significa que a luz do sol não chega a esses lugares, deixando os seres que ali vivem totalmente dependentes de fontes alternativas de luz, como bioluminescência. Muitos dos animais abissais produzem sua própria luz por meio de órgãos especializados que emitem um brilho tênue.


Fonte: Pinterest

Nesse ambiente, a cor vermelha desempenha um papel crucial. No espectro de luz visível, o vermelho é a cor que penetra menos nas profundezas marinhas, sendo absorvida rapidamente pela água escura. Isso significa que, para predadores em potencial ou presas, um animal vermelho pode parecer praticamente invisível ou indistinguível do fundo escuro do oceano, proporcionando uma forma eficaz de camuflagem.


Fonte: Hypescience

Além disso, a cor vermelha pode ter vantagens na comunicação e na percepção de presas e predadores. Em um ambiente onde a luz é escassa e a visão é limitada, a capacidade de distinguir cores pode ser uma ferramenta valiosa. Os tons vermelhos podem ajudar os animais abissais a localizar presas bioluminescentes ou a reconhecer companheiros da mesma espécie em meio à escuridão.


Fonte: Hypescience

Outra teoria sugere que a coloração vermelha pode ajudar a proteger os animais abissais dos danos causados pelos raios ultravioleta que conseguem penetrar nas camadas superiores do oceano. Ao absorver a luz vermelha, esses animais podem minimizar os efeitos nocivos da radiação ultravioleta e preservar sua saúde e integridade física.




Referências:

Ser abissal. Disponível em: Ser abissal – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org). Acesso em 14/05/2024


Vampyroteuthis infernalis. Disponível em: Vampyroteuthis infernalis – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org). Acesso em 14/05/2024


Peixes abissais: As criaturas que vivem no fundo do mar. Disponível em: Peixes abissais: As criaturas que vivem no fundo do mar (uol.com.br). Acesso em 14/05/2024


Animais abissais, o que são? Características, onde e como vivem. Disponível em: Animais abissais, o que são? Características, onde e como vivem (r7.com). Acesso em 14/05/2024





 

Sobre o autor: Jason Conti Forastieri, graduando de Ciências Biológicas/Licenciatura - UFU. Apaixonado por arte, entomologia, micologia e botânica.



18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page