top of page
Buscar
  • Foto do escritorminasbioconsultoria

Importância Ecológica dos morcegos frugívoros para recuperação de áreas degradadas

Morcegos, representantes da Ordem Chiroptera, são vistos como inimigos do homem e transportadores de doenças. Pouco se sabe sobre a importância destes para a manutenção do equilíbrio ecológico e saúde dos ecossistemas, sendo possibilitados por morcegos frugívoros e insetívoros, os quais conseguem tal feito se alimentando de plantas e/ou insetos e assim realizando um controle biológico na natureza.


Os morcegos frugívoros são um dos principais dispersores de sementes na região neotropical, sendo utilizados muitas vezes como um agente ecológico na recuperação de áreas degradadas. Essa dispersão ocorre pois estes animais se alimentam de variados frutos e eliminam suas sementes durante o voo. Reafirmando sua importância na recuperação natural de áreas perturbadas e vítimas de distúrbio, os morcegos se alimentam de frutos provenientes de plantas pioneiras, o que acarreta na melhor regeneração desses ambientes.


Fonte: Marco Mello/Jornal da USP

Apesar do bom desempenho como agentes recuperadores de áreas degradadas, ainda não se sabe muito acerca das ações realizadas por este grupo, o que acarreta na não valorização e conservação dos mesmos.


  • Mas, afinal, como acontece esse processo de regeneração?


Os morcegos frugívoros, em sua maioria, não são capazes de usar o recurso de ecolocalização (uso da emissão de ondas sonoras) e por isso utilizam de sua excelente visão e do ótimo olfato para que consigam localizar seus alimentos. Ao se alimentarem de sementes e pólen, eles passam rapidamente pelo curto trato digestório e são eliminados durante o voo, longe de sua planta mãe ou poleiros. Tal feito promove o crescimento de novas plantas e regeneração de ecossistemas e/ou áreas perturbadas.

Fonte: Site independente
  • “Morcegos são aliados do homem e da natureza”


Ademais, é necessário ressaltar que há projetos acerca dos morcegos como regeneradores. Pesquisadores da Embrapa e Unesp trabalharam na criação de aromas de frutas para atrair morcegos em áreas já devastadas, tendo como enfoque a Mata Atlântica e parte da Floresta Amazônica.


Desse modo, é importante salientar que de acordo com a UICN, 70 de 197 espécies de morcegos frugívoros estão ameaçadas, fazendo necessário a conscientização humana para conservação destes, e desta forma garantir a sobrevivência de animais que realizam serviços essenciais.




REFERÊNCIAS:




Mikich SB. A dieta dos morcegos frugívoros (Mammalia, Chiroptera, Phyllostomidae) de um pequeno remanescente de Floresta Estacionai Semidecidual do sul do Brasil. Rev Bras Zool [Internet]. 2002Mar;19(1):239–49. Available from: https://doi.org/10.1590/S0101-81752002000100023


Sato TM, Passos F de C, Nogueira AC. Frugivoria de morcegos (Mammalia, Chiroptera) em Cecropia pachystachya (Urticaceae) e seus efeitos na germinação das sementes. Pap Avulsos Zool [Internet]. 2008;48(3):19–26. Available from: https://doi.org/10.1590/S0031-10492008000300001


MIKICH, S. B.; BIANCONI, G. V.; PAROLIN, L. C.; ALMEIDA, A. de. Serviços ambientais prestados por morcegos frugívoros na recuperação de áreas degradadas. In: PARRON, L. M.; GARCIA, J. R.; OLIVEIRA, E. B. de; BROWN, G. G.; PRADO, R. B. (Ed.). Serviços ambientais em sistemas agrícolas e florestais do Bioma Mata Atlântica. Brasília, DF : Embrapa, 2015. p. 248-256. Capítulo 20.


JOELLS, Mirella. 9 curiosidades sobre morcegos que você não sabia 2021. Disponível em: <https://ufsm.br/r-601-5287>. Acesso em: 24 de maio de 2023





 




Sobre o autor: Beatriz Cardoso David, graduanda em Ciências Biológicas / Licenciatura - UFU. É apaixonada pela agroecologia, natureza e música.







 

102 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page