Buscar
  • minasbioconsultoria

Compostagem - entenda o que é e qual sua importância

A compostagem é um processo biológico onde há transformação de materiais orgânicos, como por exemplo o lixo orgânico doméstico, penas, serragem, entre outros, em um adubo natural, chamado de composto. (DA FLORESTA, 2016)


Esse sistema produz dois tipos de compostos, os sólidos e os líquidos, os quais são adubos de grande qualidade e, corretamente manuseado, não atrai animais indesejados e nem libera odor. (DA FLORESTA, 2016)


Quando esse processo ocorre com o auxílio de minhocas na degradação dos resíduos orgânicos, sendo transformados em húmus ou biofertilizante, ele é chamado de vermicompostagem. A espécie mais indicadas para esse processo são as minhocas Californianas -  Eisenia foetida - as quais consomem por dia, em matéria orgânica, o que equivale ao seu peso, duplicam a população a cada 2 meses e, quando percebem que seu espaço ficou pequeno para o número de indivíduos ou que a oferta de alimentos está em menor quantidade, diminuem o ritmo de reprodução. (GARCIA, 2016; DA FLORESTA, 2016)



Minhocas Californianas na terra - Fonte: Canva.


Vantagens da compostagem


Conforme Monteiro (2016) caracteriza, a compostagem doméstica de matéria orgânica traz vários benefícios socioambientais, como por exemplo:


  • Redução do desperdício de recursos orgânicos;

  • Promove a reciclagem de nutrientes para o solo;

  • Transformação de resíduos em produtos úteis para outros segmentos;

  • Revaloriza o reaproveitamento de matéria orgânica para o sucesso de hortas caseiras;

  • Favorece a redução de índices de poluição do solo, água e ar;

  • Contribui para o aumento do tempo da vida útil dos aterros sanitários;



Como realizar a compostagem em casa?


A compostagem é um ótimo sistema para reaproveitar a matéria orgânica produzida e transformá-la em um excelente adubo para as plantas, além disso, ela pode ser utilizada em toda e qualquer residência de forma bem simples e eficiente, para isso, basta se ter uma composteira.


A composteira consiste em uma estrutura própria para o depósito e processamento do material orgânico (MONTEIRO, 2016). Ou seja, é o local onde o resíduo orgânico será colocado para ser transformado em composto pelas minhocas.



Desse modo, ela é constituída por três caixas, duas digestoras, onde ocorrerá o processo de compostagem, e uma coletora, na qual será depositado o composto líquido.


A MinasBio trabalha com a venda de composteiras, ficou interessado? Entre em contato conosco para adquirir a sua!!



O que colocar na composteira?


Na compostagem com minhocas Californianas não são todos os resíduos sólidos que podem ser incluídos nesse processo, por liberarem toxinas ao composto ou servirem de atrativo para animais indesejáveis.(MONTEIRO, 2016).


Assim, os autores Monteiro (2016) e Da Floresta (2016), descrevem quais os resíduos orgânicos podem ser utilizados no processo de vermicompostagem:


  • Matéria orgânica que pode ser colocada a vontade:

Frutas, legumes, verduras, grãos e sementes, sachê de chá (sem etiqueta) e erva de chimarrão, borra e filtro de café e cascas de ovos.


  • Matéria orgânica que pode ser colocada, mas com moderação em relação à quantidade:

Alimentos cozidos, frutas cítricas, flores e ervas, guardanapos e papel toalha e laticínios.


  • Matéria orgânica que não pode ser colocada nunca:

Carnes, temperos fortes (como alho, cebola e pimenta), fezes de animais, papel higiênico, fraldas, limão, óleos e gorduras e líquidos (como iogurtes, leite, caldos de sopa e feijão).



Fatores que influenciam o processo de compostagem:


Além do que vimos até aqui, existem fatores que influenciam diretamente na maneira como ocorrerá a compostagem e o sucesso desse processo, são alguns exemplos:


  • Tamanho dos resíduos:

Antes de colocar os resíduos na composteira, é recomendável picá-los ou cortá-los em tamanhos menores, assim, o trabalho das minhocas é facilitado e a compostagem ocorre em menos tempo. (MONTEIRO, 2016; DA FLORESTA, 2016).


  • Calor:

Temperaturas muito altas podem ser letais para as minhocas, dessa forma, é recomendado não deixar a composteira em locais muito quentes e sem ventilação. (MONTEIRO, 2016).


  • Umidade:

A medida ideal de umidade em uma composteira é de 50%. Acima disso, o tempo de decomposição aumenta e ocasiona mau cheiro. Quando o teor de umidade está bem abaixo de 50% ocorre a diminuição da atividade metabólica dos decompositores. (MONTEIRO, 2016).



Gostou de conhecer como acontece o processo de compostagem e o que são as composteiras? Conta para a gente nos comentários!



REFERÊNCIAS:


DA FLORESTA, Morada. Manual de Compostagem doméstica com minhocas. São Paulo, Brasil, 2016. Disponível em: <http://www.resol.com.br/cartilhas/compostasp_pdf_site.pdf> Acesso em: 1 de junho de 2021.


GARCIA, Naiara Loiuse et al. Vermicompostagem doméstica como alternativa na decomposição de resíduos orgânicos. Associação Brasileira de Eng Sanitária e Ambiental-ABES, 2016.



MONTEIRO, José André Verneck. Benefícios da compostagem doméstica de resíduos orgânicos. Revista Educação Ambiental em Ação, n. 56, 2016.



Sobre a autora: Maria Cecília Porto Novais, graduanda em Ciências Biológicas/Licenciatura-UFU.


Contato: mceciliapnovais@gmail.com @ceciliapnovais






47 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo