Buscar
  • minasbioconsultoria

Aves urbanas como indicadores de Qualidade Ambiental

Aves é uma classe de animais vertebrados que inclui mais de 9.000 espécies em todo o mundo. Atualmente, de acordo com a CRBIO (2014), existem 1901 espécies só aqui no Brasil. A importância desse grupo vai além da grande diversidade, há representantes em quase todos os tipos de ambientes, em quase todos os níveis tróficos.


Há estudos que indicam que a presença de aves no ambiente pode significar que o mesmo é saudável e funcional.


KingFisher (Alcedo atthis) Foto: Ellen Chan / Pixabay

As aves contribuem para diversos aspectos, podendo controlar pragas, polinizar flores e dispersar sementes. A interferência humana nos ambientes naturais reduz os habitats desses animais e consequentemente esses indivíduos são obrigados a permanecer em ambientes modificados pelo homem.


Algumas aves conseguem se manter nas cidades e são utilizadas como bioindicadores desses locais, sendo indicadores de bons ambientes ou não.


Foto: Matuska / Pixabay

Aves que são bioindicadoras ambientais


A araponga (Procnias nudicollis) é uma espécie que só é encontrada em florestas que estão bem conservadas.


Araponga (Procnias nudicollis) Foto: Rudimar Narciso Cipriani

O soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni) só é encontrado em áreas com nascentes de água limpa.


Soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni) Foto: Ciro Albano

As aves URBANAS mais comuns e que são consideradas bioindicadoras ambientais são o pardal (Passer domesticus) e o pombo-doméstico (Columba livia) são duas espécies de aves advindas da Europa, sendo geralmente encontradas em ambientes que são altamente urbanizados.


Pombo-doméstico (Columba livia)
Pardal (Passer domesticus)










Foto: Pixabay Foto: Sharon Day / Shutterstock.com

A rolinha-roxa (Columbina talpacoti) é uma espécie que aparece nas áreas urbanas menos antropizadas sendo um bom indicador ambiental no ambiente urbano.


Rolinha-roxa (Columbina talpacoti) Foto: Matthew Grube

Como podemos observar pelas espécies acima citadas, a correlação entre aves urbanas e bioindicação é notória, sendo possível ver que certas espécies vivem em áreas piores em questões ambientais e outras são encontradas em meios limpos e intactos (antropologicamente falando).


Gostou desse assunto? Comente o que você achou de mais interessante! Continue acompanhando nosso blog!



REFERÊNCIAS


QUEIROZ BAESSE, Camilla. UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA-UFU INSTITUTO DE BIOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECOLOGIA E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS NATURAIS AVES COMO BIOMONITORAS DA QUALIDADE AMBIENTAL EM FRAGMENTOS FLORESTAIS DO CERRADO. [s.l: s.n.]. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/13416/1/AvesBiomonitorasQualidade.pdf. Acesso em: 4 dez. 2020.


SAVE BRASIL. Aves Como Indicadores. [s.d.]. Disponível em: http://savebrasil.org.br/aves-como-indicadores. Acesso em: 4 dez. 2020.

WALDEMAR DE OLIVEIRA, Luiz. A ANÁLISE DE ESPÉCIES DE AVES COMO INDICADORES AMBIENTAIS NO AMBIENTE URBANO DO MUNICÍPIO DE REGENTE FEIJO-SP. [S. l.], v. 6, [s.d.]. DOI: 10.5747/cv.2014.v06.nesp.000227. Disponível em: http://www.cbro.org.br/CBRO/num.htm. Acesso em: 4 dez. 2020.


ZAGO, Bruno. BRUNO WAGNER ZAGO AVIFAUNA COMO INDICADOR DA QUALIDADE AMBIENTAL EM ÁREAS ANTROPIZADAS NA REGIÃO DO VALE DO ALTO GUAPORÉ-MT. [s.l: s.n.]. Disponível em: http://portal.unemat.br/media/oldfiles/ppgasp/docs/2013_bruno.pdf. Acesso em: 4 dez. 2020.




Sobre o autor: Virgilio Teixeira Carrijo, graduando em Ciências Biológicas/Bacharelado-UFU. Ama Biologia Aquática e nos tempos livres toca violão e violino.

Contato: virgiliocarrijo@gmail.com @virgilio_tc



33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo