Buscar
  • minasbioconsultoria

Agricultura familiar agroecológica

Você já deve ter ouvido falar em agroecologia, mas hoje vamos entender um pouco mais sobre a agricultura familiar. Como o nome já diz, a agricultura familiar envolve atividades agrícolas compartilhadas pela família e está ligada a diversas áreas do desenvolvimento rural. Uma das características marcantes do setor é a diversificada produção que inclui a agroecologia, produção florestal, pesqueira, pastoril e aquícola.


Os princípios ecológicos básicos para o estudo e tratamento de ecossistemas, tanto produtivos quanto preservadores dos recursos naturais, são: que sejam culturalmente sensíveis, socialmente justos e economicamente viáveis, proporcionando assim, um agroecossistema em equilíbrio.


O seu foco é superar os danos causados à biodiversidade e à sociedade como um todo pela prática da monocultura, do emprego dos transgênicos, dos fertilizantes industriais e dos agrotóxicos, sendo uma ferramenta para um desenvolvimento sustentável.


Fonte: Google imagens
  • Como surgiu?

Sendo diferente da agricultura convencional, o Programa Nacional da Agricultura Familiar (PRONAF) surgiu em 1996, graças à luta dos trabalhadores rurais por uma política pública específica e diferenciada para a agricultura familiar. A história vem buscando entender e evidenciar a importância do camponês na construção social do nosso país.


No Brasil, o movimento de agricultura alternativa iniciou-se na década de 70, com base na contestação ao modelo criado na Revolução Verde. Esse movimento ganhou ainda mais força na década de 80, quando foram realizados quatro Encontros Brasileiros de Agricultura Alternativa.

A partir daí, outros encontros, congressos, seminários e reuniões foram realizados no país e, com isso, associações e legislações foram criadas para difundir, incentivar e fortalecer a agroecologia no Brasil. Dentro desses estudos foram encontrados que, a agricultura familiar brasileira constituiu-se de “5 grupos”:

1- Índios: Povos originários dessa forma ao qual foi batizado do Brasil, durante a colonização escravizados e terras foram fechadas à margem da sociedade;

2- Escravos africanos: Povos do continente africano, sequestrados por colonizadores europeus e trazidos para o Brasil para trabalho escravo;

3- Mestiços: Povos oriundos de violência e relacionamentos entre europeus, africanos ou índios;

4- Brancos não herdeiros: Filhos não primogênitos sem direitos às terras de herança de seus pais, expulsos das propriedades caso não concordassem com as diretrizes da fazenda;

5- Imigrantes europeus: Os proprietários das terras extrativistas e detentores da maior parte da economia planejada no país.


Fonte: ihu.unisinos

A agroecologia é o conceito de uma nova agricultura que surgiu com uma nova proposta de produção. Em vez de ajustar as práticas de sistemas agrícolas insustentáveis, a agroecologia busca transformar os sistemas alimentares e agrícolas, abordando a causa raíz dos problemas de uma forma integrada e fornecendo soluções holísticas a longo prazo, incluindo um foco explícito nas dimensões sociais e econômicas de sistemas alimentares.


  • Chave para o desenvolvimento Sustentável:

A agroecologia pode ser facilmente confundida com a agricultura orgânica, no entanto, são sistemas diferentes. A diferença não está somente no produto final, mas em todo processo de produção, desde a escolha do local até os métodos de manejo utilizados e as condições dos trabalhadores no campo.

Agricultura orgânica é uma forma de agricultura agroecológica, onde todos os agricultores orgânicos são obrigados a cumprir um conjunto estrito de padrões. Sendo mais avançada, exige técnica e questões legais para que um produto receba certificação de orgânico, depois de seguir todas as recomendações que a legislação determina.

Ao inverso da agroecologia, que não possui leis que determinam como o alimento deve ser produzido, ou qual o manejo a ser adotado, e quais tipos de produtos podem ser utilizados. Prezam pela interação das pessoas e pela produção autossustentável, em que o produtor é capaz de desenvolver seus próprios insumos (adubos, sementes, produtos para controle de pragas) com o que têm disponível na sua terra.

Fonte: Google imagens.

  • Sua importância:


Em março de 2017, a Revista Problemas Brasileiros publicou uma reportagem intitulada Veneno no prato, onde especialistas afirmam: “O Brasil continua a liderar o ranking mundial do consumo de agrotóxicos, indústria que movimenta mais de US$ 2 bilhões ao ano. O país consome, em média, 7 litros per capita de veneno a cada ano, o que resulta em mais de 70 mil intoxicações agudas e crônicas em igual período, segundo dados do "Dossiê da Associação Brasileira de Saúde Coletiva - Abrasco”.


Fonte: Viveroverde

A Agroecologia desenvolve um papel fundamental na agricultura moderna, por conta dos diversos benefícios que proporciona, como a qualidade de vida, a sustentabilidade do sistema, a valorização do trabalhador, a rastreabilidade e a qualidade dos produtos.

Quem adota o sistema de produção da agroecologia tem como premissa pensar no coletivo e não apenas no individual, priorizando a agricultura familiar.

Deste modo, a agroecologia é um importante modelo de desenvolvimento rural, que busca modificar as formas convencionais de produzir alimento a partir da adoção de práticas sustentáveis.


Contem para nós se gostaram desse tema! Ah, e claro, continuem acompanhando nossos textos!



REFERÊNCIAS:


< https://www.scielo.br/j/es/a/NVYdW7qx7dNfFNC9fS9FQKK/abstract/?lang=pt >

Acesso em 19 de fevereiro, de 2022.


< https://www.scielo.br/j/sn/a/yCdXxm7tx6BgCm3vCQgMYGv/?format=pdf&lang=pt >

Acesso em 19 de fevereiro, de 2022.


< https://viveroverde.com/educacao/a-importancia-da-agroecologia >

Acesso em 19 de fevereiro, de 2022.


< https://www.hfcarraro.com.br/agricultura-familiar-agroecologica >

Acesso em 19 de fevereiro, de 2022.


<https://www.cdrs.sp.gov.br/portal/produtos-e-servicos/publicacoes/acervo-tecnico/agroecologia-conceitos >

Acesso em 19 de fevereiro, de 2022.


< http://www.agroecologia.gov.br/politica >

Acesso em 19 de fevereiro, de 2022.


< https://empreender360.org.br/historico-da-agricultura-familiar-no-brasil/ >

Acesso em 19 de fevereiro, de 2022.

 

Sobre a autora: Marcela Barbosa, graduanda em Ciências Biológicas/Bacharelado-UFU.

Contato: marcelabarbosa.minasbio@gmail.com



 










79 visualizações5 comentários

Posts recentes

Ver tudo