top of page
Buscar
  • Foto do escritorminasbioconsultoria

A Importância Socioambiental e Econômica dos Manguezais


A diversidade dos ecossistemas brasileiros e sua importância devem ser salientados para fim de sua maior preservação, e dentre eles vale destacar os manguezais. O manguezal é uma transição entre o ambiente terrestre e marinho, sendo característico das regiões tropicais e subtropicais. Nessa região se encontra ambientes propícios para a reprodução, alimentação e proteção de diversas espécies de animais, onde vale destacar também uma grande fonte de renda para a população costeira.



Fonte: Canal Rural

A faixa de manguezais é bem extensa, podendo possuir de 10.000 a 25.000 km² e representando 15,43% de todo território mundial, indo do Amapá até Santa Catarina. Apesar de serem consideradas áreas de preservação permanente (APP), sua existência encontra-se ameaçada devido à grande expansão urbana, aterros e cultivo de camarão.


Tal informação se faz bem alarmante, pois de todos os ecossistemas, os manguezais são um dos mais produtivos e mais vulneráveis aos efeitos do homem. Este ecossistema é habitado por diversos animais, desde peixes até aves e mamíferos, sendo eles residentes ou oportunistas do local.


Entre as características mais importantes do manguezal podemos citar: condições ideais para reprodução, berçário, criadouro e abrigo para diversas espécies de fauna aquática e terrestre, valor ecológico e econômico, produção de mais de 95% do alimento que o homem captura do mar.


Além disso, fornecem proteção ao ser humano e suas moradias, nas quais formam uma barreira de proteção das áreas ribeirinhas diminuindo as inundações, protegem a terra perante a força do mar por meio da retenção de sedimentos do solo, filtram os poluentes, reduzem a contaminação das praias e são grande fonte de alimento para a população ribeirinha.



Fonte: Brasil Escola

Ao longo de milhões de anos as espécies que lá se encontram se desenvolveram fisiologicamente para se adaptarem ao ambiente, que é desfavorável a maioria da vegetação não adaptada. Entre essas adaptações podemos destacar: a presença de mecanismos fisiológicos que permitem a filtragem ou eliminação do sal no interior da planta e o desenvolvimento de raízes escoras ou Rhizophoros (gaiteiras em algumas regiões) para fixarem-se ao substrato lamoso. Os animais residentes na região também possuem algumas das peculiaridades para eliminação do excesso de sal.



Fonte: Estudokids

Estima-se que aproximadamente um milhão de hectares deste ecossistema são perdidos a cada ano em todo o mundo devido a ocupação desordenada desta área para fins lucrativos. Sendo assim, se faz urgente chamar a atenção para a proteção deste ecossistema tão valioso para a vida terrestre e aquática, salientando sua importância para que a preservação deste ambiente fique em destaque para toda a população.





REFERÊNCIAS:


BRAGA, R. A. P., UCHOA, T. M. de M., & DUARTE, M. T. M. B.. (1989). Impactos ambientais sobre o manguezal de Suape - PE. Acta Botanica Brasilica, 3(2), 09–27. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0102-33061989000300003>. Acesso em: 11 nov. 2023.


NANNI, H.; MEDEIROS, S.; SEGNINI, R. II SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIENCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ A importância dos manguezais para o equilíbrio ambiental. [s.l: s.n.]. Disponível em: <https://www.unaerp.br/documentos/904-a-importancia-dos-manguezais-para-o-equilibrio-ambiental/file>. Acesso em: 11 nov. 2023.





 

Sobre o autor: Isabela Lemos Benedeti. Graduanda em Ciências Biológicas/Bacharelado – UFU.



46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page